Pular para o conteúdo

Produção de flores em Mato Grosso é fonte alternativa de renda

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

A produção de flores em Mato Grosso é uma atividade que vem crescendo a cada dia, em especial como uma alternativa de fonte de renda para pequenos produtores. Flores de vasos, como rosas do deserto, cactos e suculentas, podem gerar uma rentabilidade média entre 70% e 100% para que as produz.

O cultivo de flores no estado é tema desta quarta-feira (26) do Bom Dia Senar Mato Grosso.

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Em Tangará da Serra a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar-MT atua em 244 propriedades, destas 24 estão relacionadas à floricultura.

Cactos

A ATeG Floricultura no município teve início em setembro de 2021 e, de acordo com o técnico de campo do Senar-MT, Henrique de Almeida, 90% dos produtores de flores assistidos tem o cultivo como uma alternativa de renda.

Flores de vasos e tropicais

A assistência da ATeG em Tangará da Serra é dividida em duas áreas na atividade. Em flores de vasos, como rosas do deserto, cactos e suculentas, e flores de corte, a exemplo das tropicais e folhagens, que são ideais para decorações em eventos.

Somente nas flores de vasos são assistidas 17 propriedades e nas de corte sete.

bom dia senar mt ateg floricultura flores

Foto: Canal Rural Mato Grosso

“É realizada uma visita mensal de quatro horas em cada propriedade. A cada visita passados orientações sobre manejo, levantamento gerencial, custos e como oferecer o produto. Nas flores de vasos se pode gerar rentabilidade média de 70% a 100%”, comenta Almeida.

Ainda conforme o técnico de campo, também é realizado um diagnóstico da propriedade. Um reconhecimento da área para saber viabilidades e potenciais e até mesmo verificar os sinais possíveis ataques de pragas e doenças que possam vir a prejudicar a atividade.

 

+Confira todos os episódios do Bom Dia Senar-MT

 

Clique aqui, entre no grupo de WhatsApp do Canal Rural Mato Grosso e receba notícias em tempo real