Pular para o conteúdo

Pólen apícola é mais proteico que a carne vermelha

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Pólen nutritivo

Entre os diferentes alimentos naturais produzidos pelas abelhas, o pólen é um dos menos conhecidos. No entanto, é um dos alimentos mais nutritivos encontrados na natureza. De acordo com estudo publicado pela Faculdade de Tecnologia de Botucatu (SP), o pólen tem 40% de proteína, para se ter uma ideia do seu valor nutritivo, uma colher de sopa de pólen substitui um bife de boi de 80 gramas. 

Os benefícios cientificamente comprovados para o homem, atribuídos ao consumo do pólen, são a atuação como fortificante do organismo, estimulante e gerador de bem-estar e vigor físico, além de corrigir a alimentação deficiente, conforme o estudo, apresentado na Jornada Científica e Tecnológica da Fatec de Botucatu.

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

“Suas proteínas são mais ricas que qualquer tipo de proteína animal. E há mais aminoácidos do que a carne, ovos, leite e seus derivados. É uma verdadeira bomba proteica. O alimento tem um sabor que varia muito da origem floral, mas geralmente é adocicado e lembra muito granola fina”, disse o apicultor Armindo Vieira Júnior.

O pólen é formado por minúsculos grãos produzidos pelas flores das plantas. Ele é colhido pelas abelhas, selecionado por elas e transportado da flor para a colmeia. É a fonte de proteína, sais minerais, vitaminas e aminoácidos das abelhas.

“De todo pólen coletado 30% permanecem na colmeia para que a mesma permaneça viva, nutrida e em franca produção. Depois de coletado é desidratado e tornam-se alimentos de alto teor proteico”, explicou Vieira Júnior.

Pólen na alimentação

Segundo a nutricionista Marianne Fazzi, o pólen tem baixo teor calórico e na sua composição também estão presentes fibras, vitaminas (principalmente A e E), minerais (fósforo, potássio, cálcio, magnésio, ferro e muitos outros), além de compostos bioativos.  “Ele contém praticamente todos os nutrientes necessários a humanos, sendo que cerca de metade de seu teor de proteína está na forma de aminoácidos prontos para serem usados diretamente pelo organismo”, esclarece a nutricionista.

Adicionar o pólen às refeições é tão simples quanto parece – basta salpicar a quantidade recomendada sobre iogurtes, frutas, sopas, saladas, smoothies e sucos. “É importante utilizar sem aquecer, para que as propriedades nutricionais do pólen sejam mantidas. Para os que não desejam consumir dessa forma, também há a possibilidade de tomar em forma de cápsulas de suplementação”, finaliza Marianne.

Segundo o professor Armindo, o pólen apícola se diferencia do pólen encontrado nas flores pelas modificações por que passa ao ser capturado pelas abelhas, reunido e transformado nas pequenas esferas que serão levadas à colmeia. “Cada grão de pólen apícola contém centenas de grãos de pólen floral”, finaliza.

Lavouras temporárias são responsáveis 8 mil postos de trabalho 

Apicultura no DF

De acordo com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal, anualmente, são produzidas no DF cerca de 40 mil toneladas de mel. Grande parte da produção é para consumo próprio, e muitos optam por manter a criação no quintal de casa.

O clima tropical e seco de Brasília é um ambiente favorável para a criação de abelhas.  Por conta dessa facilidade, a capital já recebeu prêmios de melhor mel do país, como o 1º lugar no Mel Cristalizado, no XI Congresso Brasileiro de Apicultura, em 1996.

mel, produtor, crédito

Foto: Pixabay

Clique AQUI, entre no grupo de WhatsApp do Canal Rural Brasília e receba notícias em tempo real.