Pular para o conteúdo

Frete segue dificultando abastecimento de milho no RS e em SC 

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Acompanhe abaixo os fatos que deverão merecer a atenção do mercado de milho na próxima semana.

As dicas são do analista da Safras Consultoria, Fernando Henrique Iglesias.

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

– O mercado brasileiro de milho fecha a semana sem contar com grande movimentação;

– Muitos produtores ainda aguardam pelo resultado eleitoral para enfim assumir alguma posição no mercado;

– O processo de valorização do real ao longo da semana é fator importante motivando a queda dos prêmios e por consequência queda das cotações nos portos;

– O frete segue como um complicador adicional, tornando mais difícil o abastecimento de milho no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina;

– No decorrer da semana a aversão ao risco foi um fator importante na composição de mercado, com fundos e investidores buscando a renda fica norte-americana como forma de proteção em um ambiente global de grande turbulência;

– Esse tipo de estratégia remete a fortalecimento do dólar ante a outras moedas, o que por consequência enfraquece as commodities norte-americanas no mercado internacional;

– O avanço do trabalho de campo no Meio-Oeste é uma variável importante a ser considerada na formação de tendência de curto prazo;

– O clima na América do Sul passa a ser um fator determinante em um ano de estoques globais reduzidos, havendo necessidade de safras cheias na Argentina e no Brasil.

milho