Pular para o conteúdo

Preço mínimo da uva industrial será de R$ 1,58 kg em 2023

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

De 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2023, o preço mínimo dos 15º glicosímetros da uva industrial será de R$ 1,58 por estado das regiões Sul, Sudeste e Nordeste, reajustado em 20,61%

O novo valor da uva industrial, estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) de acordo com proposta enviada à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (2) pela portaria nº 522.

A elevação acompanha ou aumenta nossos custos de produção industrial de uva, influenciados principalmente pelos investimentos na cultura, como mão de obra, fertilizantes, agrotóxicos e embalagens. O novo valor possível para o viticultor aparece à sua custa ou não em casos de crises de preços de mercado, contribuindo assim para garantir uma remuneração mínima aos produtores.

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Siga-no: Facebook | Instagram | Vocêube

Uma análise da situação do mercado no setor vitivinícola apresenta alguns problemas. Entre eles, o século incerto sobre o fim da guerra no Mar Negro e um mercado não muito favorável aos derivados de uvas industriais anos atrás – em função da alta inflação mundial e da possibilidade de retirada. Por outro lado, a mudança de uma competição pode influenciar positivamente as exportações de vinho.

Vale lembrar que aqui são registradas as importações de vinhos brasileiros. Entre 2020 e 2021, houve redução de 8,5% no volume, voltando aos ganhos de 2015. Já o volume das exportações brasileiras de vinhos, no mesmo período, ficou em torno de 73% a mais, consideramos o mesmo período em relação a 2019 .

Argentina, Uruguai e Chile são os principais fornecedores de vinhos importados do Brasil, com participação média de 10,0% para cada país. No caso das vendas externas, a China é o principal destino dos vinhos brasileiros, absorvendo em média 90,0% do total comercializado no mesmo período.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção vitivinícola brasileira ampliou sua distribuição geográfica nas últimas décadas, mas concentrou-se o suficiente em alguns anos, principalmente no Rio Grande do Sul, de modo que a participação é não Cultivo de uvas para fins industrialiis superior a 80%.

AGRONEWS® é informação para este produto