Pular para o conteúdo

queda do dólar faz preço da saca ficar em queda no Brasil

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

soja

Preços da soja no Brasil. Foto: Canal Rural Arquivo

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

A forte queda do dólar pressionou negativamente os preços da soja no Brasil nesta quinta-feira (27). Assim, o ritmo de negócios seguiu lento.

  • Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos caiu de R$ 185,00 para R$ 184,00

  • Região das Missões: a cotação recuou de R$ 184,00 para R$ 183,00

  • Porto de Rio Grande: o preço caiu de R$ 191,00 para R$ 190,00

  • Cascavel (PR): o preço seguiu em R$ 183,00

  • Porto de Paranaguá (PR): a saca desvalorizou de R$ 191,00 para R$ 190,00

  • Rondonópolis (MT): a saca seguiu em R$ 171,00

  • Dourados (MS): a cotação foi de R$ 177,00 para R$ 176,00

  • Rio Verde (GO): a saca teve retração de R$ 173,00 para R$ 172,50

Soja em Chicago

dólar

Foto: Pixabay

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quinta-feira com preços mistos, perto da estabilidade. Como fator positivo, o mercado recebeu impulso dos bons números para exportações semanais americanas durante boa parte do dia.

Como negativo, a mudança de direção do dólar frente a outras moedas – revertendo para forte valorização – limitou o impacto positivo dos sinais de demanda aquecida. A firmeza da moeda norte-americana serviu de pretexto para um movimento de realização de lucros.

As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2022/23, com início em 1º de setembro, ficaram em 1.026.400 toneladas na semana encerrada em 20 de outubro.

A China liderou as importações, com 1.115.600 toneladas. Analistas esperavam exportações entre 800 mil e 1,3 milhão de toneladas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Contratos futuros

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com alta de 0,50 centavo ou 0,03% a US$ 13,82 1/4 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 13,93 1/2 por bushel, com ganho de 0,50 centavo de dólar ou 0,03%.

Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com alta de US$ 6,70 ou 1,63% a US$ 415,40 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 72,30 centavos de dólar, com perda de 1,12 centavo ou 1,52%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em baixa de 1,48%, sendo negociado a R$ 5,3020 para venda e a R$ 5,3000 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,2420 e a máxima de R$ 5,3900.