Pular para o conteúdo

Polícia recupera R$ 100 milhões em golpe de sonegação de grãos

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

A Polícia Civil de Goiás, em ação conjunta com a Secretaria da Economia, colocou em ação nesta quarta-feira (19), a segunda fase da Operação Peneira de Vime. A ação combate um esquema criminoso voltado para a sonegação de impostos com a venda de grãos. O esquema já havia subtraído mais de R$ 100 milhões em ICMS.

grãos

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Foto: Secretaria de Segurança de Goiás

A Operação teve como alvo empresários, contadores e corretores de grãos, estabelecidos em Goiânia, Itumbiara e Jataí (GO).

Ação dos criminosos

O grupo criminoso agia cooptando pessoas para figurarem falsamente como proprietários de empresas que comercializam grãos.

Em seguida, procurava produtores interessados em vender o produto, assumindo os encargos fiscais mas sem recolher o ICMS.

Foto: Polícia Civil de Goiás

De acordo com a investigação, os crimes eram praticados por meio de empresas de fachada, criadas em nome de laranjas.

“A investigação indicou um esquema fraudulento de emissão de notas fiscais, onde o grupo se utilizava de empresas de fachada para emitir as notas de vendas de grãos para outros estados sem identificar os verdadeiros produtores”, explicou o delegado Cleybio Januário.

A análise indica ainda que associação criminosa abria diversas empresas ditas “noteiras” em nome de “laranjas” para sonegação de tributos devidos da comercialização de grãos.

Desvio de grãos, apreensão e prisões

Os principais desvios se deram com a venda de milho (R$ 27 milhões em ICMS), soja (R$ 19 milhões), sorgo (R$ 3 milhões), milheto (R$ 338 mil), e feijão (R$ 187 mil).

Determinou-se judicialmente a suspensão das atividades de 16 empresas e bloqueio de bens dos investigados na casa de R$ 60 milhões.

Foi também cumprido 12 mandados de busca e apreensão e feita uma prisão em flagrante. Na primeira fase da Operação, já cumpriu-se 26 mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão temporária.

Além disso,  apreenderam celulares, computadores, documentos, três armas de fogo e grande quantidade de munição.