Pular para o conteúdo

Nova pesquisa avalia uso do pó de basalto na produção de frutas – Uai Agro

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, a Secretaria Municipal de Agronegócios deu início a uma nova pesquisa sobre o uso do pó de basalto na produção agrícola. A prefeitura, em parceria com o Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), está avaliando a eficiência desse tipo de remineralizador do solo na produção de frutas. Foram plantadas 200 mudas, divididas em cinco variedades de bananas: Banana-da-Terra, BRS Princesa, BRS Platina, Willians e Gorutuba, sendo 40 mudas de cada variedade.

De acordo com a prefeitura, o objetivo é que o pó de basalto seja uma alternativa ao uso de insumos industrializados. “O uso de remineralizadores de solo traz a oportunidade de reduzir a dependência da importação de insumos para a fabricação de fertilizantes. Este estudo é mais uma etapa para fortalecer o nosso Polo Agromineral Verde e trazer mais sustentabilidade para a produção agrícola do nosso país, sobretudo, neste momento em que o País será importante para garantir a segurança alimentar do mundo. Portanto, Uberlândia conta com ricas fontes deste remineralizador e esperamos utilizá-lo em favor da população, da economia e do desenvolvimento do nosso município, de Minas Gerais e do Brasil”, destacou o prefeito Odelmo Leão.

Para o estudo, a Secretaria Municipal de Agronegócios escolheu culturas importantes para a região. O solo que vai receber o pó de basalto no plantio foi analisado antes dos testes começarem, para avaliar a necessidade do uso de calcário e adubo. Em seguida, o remineralizador é aplicado em diferentes quantidades para que fosse observada a dosagem ideal a ser indicado para o produtor rural.

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Após a colheita, os pesquisadores analisam a produtividade das culturas submetidas a cada uma das doses de basalto. Também são feitos novos testes no solo, para avaliar se houve aumento dos microorganismos e melhora na qualidade e fertilidade.