Pular para o conteúdo

Exportações de suco de laranja registram alta no 1º trimestre da safra 22/23

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Os embarques totais de suco de laranja brasileiro (FCOJ Equivalente a 66º Brix), no período de julho a setembro, que marca o primeiro trimestre da safra 2022/2023, fecharam com um volume de 276.212 toneladas.

O número representa um crescimento de 3,24% em relação aos primeiros três meses da safra 2021/2022, quando foram exportadas 267.547 toneladas.

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Em faturamento, as exportações de suco da laranja somaram US$ 520 milhões no período, crescimento de 23,11% ante os US$ 422,4 milhões registrados no mesmo trimestre da safra anterior.

Europa continua a ser o principal mercado das exportações brasileiras, com uma participação de 65,03%, seguida de Estados Unidos (23,23%), China (5,56%), Japão (2,90%), e Austrália (1,22%).

Outros destinos representam 2,06%. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e compilados pela CitrusBR.

Mercados do suco de laranja do Brasil

Para a Europa as exportações totalizaram 180.953 toneladas, alta de 4% em relação às 173.999 toneladas embarcadas no mesmo período na safra 2021/22.

Em faturamento, os embarques somaram US$ 351,2 milhões, valor 23,9% maior ante aos US$ 283,2 milhões registrados na safra passada.

As exportações para os Estados Unidos cresceram 13,28% entre os meses de julho e setembro, quando foram embarcadas 63.971 toneladas de suco de laranja.

Na safra anterior foram 56.470 toneladas contabilizadas. Em faturamento, a o crescimento representou 40,65%, com US$ 125,9 milhões ante os US$ 89,5 milhões obtidos entre os meses de julho e setembro de 2021.

Eventuais efeitos do furacão Ian, que levou prejuízos à produção americana devem ser percebidos ao longo dos próximos meses.

Os embarques de suco de laranja para o Japão registraram queda de 8,66% nos primeiros três meses da safra 2022/2023, com um volume de 7.978 toneladas.

No mesmo período da safra passada, os embarques foram de 8.734 toneladas.

O faturamento cresceu 3,16%, com US$ 14,3 milhões ante os US$ 13,9 milhões da safra passada.

Já a China registrou uma importação total de 15.313 toneladas, volume 8,78% menor do que o registrado no mesmo período da safra anterior, quando foram embarcadas 16.778 toneladas.

Em faturamento, houve queda de 21,03%, com US$ 14,2 milhões ante os US$ 18 milhões faturados no primeiro trimestre da safra 21/22.

laranja, suco, jarra