Pular para o conteúdo

Ciclone, frente fria, geadas e neve; confira a previsão do tempo

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

O próximo fim de semana será de instabilidades, com a formação de uma nova área de baixa pressão atmosférica. Posteriormente, esse sistema dará origem a um ciclone e a uma frente fria, especialmente entre domingo e segunda-feira (31). Em meio esses fenômenos, estão previstas chuvas bastantes expressivas sobre a faixa que abrange o oeste da região Sul, o sul de Mato Grosso Sul e algumas áreas de São Paulo.

+ Chuvas elevam produtividade da cana-de-açúcar no Centro-Sul

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Além de vir de forma volumosa, essa chuva pode ter a companhia de ventanias e queda de granizo. E isso pode afetar diretamente o trabalho de agricultores. É o que alerta a meteorologista Nadiara Pereira, da Climatempo. “Há risco para transtornos em lavouras, especialmente em áreas que já estão bastante encharcadas. É o caso, por exemplo, do oeste do Paraná, que deve receber mais de 60 milímetros de água somente no domingo”.

“Essa frente fria, que vai se formar no início da próxima semana, deve avançar rapidamente” — Nadiara Pereira

“As atividades no campo devem paralisar momentaneamente mais uma vez. Tanto as colheitas das culturas de inverno quanto o plantio de grãos da safra verão devem ser bastante impactados no decorrer dos próximos dias”, avisa Nadiara. “Essa frente fria, que vai se formar no início da próxima semana, deve avançar rapidamente, espalhando chuvas pelo interior do país”.

Corredor de umidade, nova frente fria e mais chuvas

termômetro em queda, frio, temperatura, previsão do tempo - tempo nublado

Foto: Pixabay

Por causa da formação de um corredor de umidade, as chuvas devem voltar a se intensificar sobre a metade Norte no decorrer da próxima semana. A meteorologista explica que o tempo firme e as altas temperaturas registradas nesta quinta-feira (27) — como no caso da capital paulista, que conta com máxima de 34 graus Celsius — não irão permanecer por muito tempo. Ela destaca, aliás, que trata-se de uma condição pré-frontal, que antecederá mais uma nova frente fria.

“A expectativa é que as temperaturas se elevem bastante, especialmente até sábado (29), onde vamos ter temperaturas bastante elevadas, antes da chegada das chuvas mais expressivas, que virão no início da próxima semana”, comenta a profissional da Climatempo. “Além da frente fria, teremos o avanço de uma massa de ar polar. As temperaturas bastante baixas, sendo atípicas para esta época do ano.”

Ciclone pode gerar geadas e neve em novembro

frio - geada

Foto: Giro do Boi/reprodução

O frio seguirá reforçado, principalmente nas madrugadas dos dias 1º e 2 novembro. Com isso, a tendência é de temperaturas bastante baixas, com, inclusive, potencial para geadas entre o interior gaúcho, o sul paranaense. Essa possibilidade se dará, especialmente, nas áreas mais elevadas da região Sul: Planalto Médio (RS), Campanha Gaúcha e Serra Catarinense e Serra Gaúcha.

“Teremos a combinação de temperaturas muito baixas e, além disso, bastante umidade presente” — Nadiara Pereira

Para as regiões serranas, o potencial para a ocorrência de neve segue ativo, conforme a previsão do tempo para 1º de novembro (próxima terça-feira). “Isso porque teremos a combinação de temperaturas muito baixas e, além disso, bastante umidade presente. Será a consequência da influência do ciclone que estará atuando no oceano”, complementa Nadiara Pereira ao reforçar, assim, que pode nevar no Brasil em pleno mês de novembro — algo inédito por enquanto.

________

Saiba em primeira mão informações sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo. Clique aqui e siga o Canal Rural no Google News.

frente fria - termômetro com temparaturas negativas - inmet - ciclone

Foto: Inmet