Pular para o conteúdo

Retorno de festas de flores e rosas reaquece setor – Uai Agro

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

Apesar da primavera ser a estação das flores,  não é exclusivamente por conta deste período que os floricultores estão otimistas. Um dos setores que mais sentiu o impacto da pandemia de Covid-19, o de eventos, também está voltando à ativa. Um exemplo é a Sarau das Rosas, realizada em Barbacena, no Campo das Vertentes em MG.

De entendimento com dados da CNA, o setor de flores movimentou murado de R$ 11 bilhões em 2021. Oriente ano, até setembro, foram quase R$ 8 bilhões em exportações, grande segmento para Países Baixos, Itália e Estados Unidos da América. Os principais segmentos de atuação da atividade são para decoração, sendo o tramontana de quase 30% da produção.

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

A retomada vem acontecendo aos poucos. Grande segmento das vendas para decoração é destinada para eventos, porquê casamentos, formaturas, festas de 15 anos. Com o relaxamento das normas de isolamento social, progresso da vacinação e controle da pandemia, as vendas voltaram a crescer. “Dissemelhante de outros ramos da lavradio, que produz provisões, a produção de flores não é um serviço importante às pessoas. Por isso, fomos um dos setores que mais sentiu o impacto da paralisação dos eventos”, disse Mário Raimundo de Melo, produtor de rosas de Barbacena. Ele está no ramo há 25 anos, tem 4 hectares plantados e está preparando o solo para expandir. Atualmente sua produção é de murado de 150 milénio dúzias por ano, e a teoria é aumentar.

Maurício é um dos maiores produtores de rosas de Barbacena (Foto: Senar).

“Temos 12 variedades de rosas cá na propriedade. Atualmente, estamos em processo de fechar um convênio com a cooperativa de Holambra (SP) para vendermos em parceria com eles”, afirmou.

Sarau das Rosas resgata otimismo

Realizada entre os dias 13 e 15 de outubro, a 50ª edição da Sarau das Rosas de Barbacena voltou a ser realizada depois paralisação em 2020 e 2021. A produção de flores,  propriedade marcante do Campo das Vertentes, vem se mostrando um setor que merece reconhecimento e espeque para seu desenvolvimento. Pensando nisso, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barbacena, Rubens Lobato, afirmou que a instituição está de braços abertos para receber esses produtores. “A nossa rosa é reconhecida no mundo inteiro. Nossos produtores estão em procura de se atualizar e encontrar novos mercados. Temos diversas opções de programas que podem beneficiar esses floricultores, inclusive com a proposta de desenvolvimento de um grupo de assistência técnica e gerencial (ATeG) que possa atender a essa prisão”, garante.