Pular para o conteúdo

O Agronegócio e seu impacto no Meio Ambiente

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

O Agronegócio e seu impacto no Meio Ambiente

O Agronegócio e seu impacto no Meio Ambiente – agricultura e pecuária, ou seja, o agronegócio, é uma atividade que tem grande importância na economia de qualquer país do mundo, pois está diretamente relacionada à produção de alimentos de origem vegetal e animal.

Dessa forma, também tem um grande impacto na economia, pois seu resultado pode afetar até mesmo o mercado de ações.

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -
agricultura
agricultura

Mas a atividade também gerou vários problemas ambientais, causados ​​pela expansão de toda a atividade e pelo uso de métodos agropecuários que não levam em conta os impactos ambientais.

O desmatamento é um dos maiores problemas ambientais causados ​​pela agricultura.

O Agronegócio e seu impacto no Meio Ambiente

Por exemplo, para fazer uma fazenda, a plantação original tinha que ser retirada do mesmo espaço. A remoção da vegetal nativa leva à perda de biodiversidade, extinção de espécies vegetais e animais, desertificação, erosão, perda de nutrientes do solo, aquecimento global e outros danos.

Os antigos métodos de queimada utilizados para a limpeza inicial das terras mencionadas, bem como o final da colheita e replantio, produzem poluição atmosférica, reduzindo os nutrientes do solo. Entre outros perigos, há o risco de incêndios descontrolados, que podem se espalhar e atingir a vegetação nativa.

Quando o solo é deficiente em nutrientes após a queima, mais produtos químicos (fertilizantes) são necessários para rejuvenescer o solo para o próximo ciclo. Esses produtos contaminam não apenas o solo, mas também os alimentos que serão cultivados nele.

Outro agravante é o uso de agrotóxicos (inseticidas e herbicidas), que contaminam solos, lençóis freáticos e rios. Esses produtos são projetados para eliminar as plantações de insetos e pragas que se infiltram no solo e atingem as águas subterrâneas. Quando a água da chuva flui através dessas plantações, ela transporta pesticidas para os rios, causando poluição da água.

O Agronegócio e seu impacto no Meio Ambiente
O Agronegócio e seu impacto no Meio Ambiente

Quais são os maiores impactos na pecuária?

Na pecuária, além da substituição da vegetação por pastagens, outra questão ambiental é a compactação do solo resultante da movimentação dos rebanhos. O solo compactado dificulta a penetração da água e aumenta o escoamento superficial, gerando erosão.

Os animais produzem gás metano devido à fermentação intestinal que ocorre durante a digestão animal, o que também contribui para o aquecimento global.

Medidas necessárias

Diante dessa realidade e da necessidade de produzir alimentos para atender a demanda global e proteger a natureza, é fundamental a gestão sustentável de todas as operações na agricultura.

Portanto, é possível tomar medidas para reduzir os problemas ambientais causados ​​por essa atividade.

Por exemplo, o pousio é uma técnica destinada a “descansar” o solo até que sua fertilidade seja restaurada.

Quando falamos em agronegócio e seu impacto, logo pensamos em grandes áreas de lavouras e plantações que beiram às estradas ou até mesmo no campo brasileiro.

No entanto, é preciso ampliar nosso pensamento e entender que as atividades e os impactos do agronegócio não se limitam a apenas uma parte da terra, mas também afetam grande parte de nossas vidas por meio da variedade de produtos que consumimos, desde frutas e hortaliças ; até nossas roupas Casacos e sapatos no armário.

A participação da agropecuária na economia brasileira gira em torno de 27% do PIB.

Portanto, o desenho da vida no campo definitivamente se refletirá no aspecto econômico e no desenvolvimento geral do país.

Embora este evento tenha um papel importante em todo o país, ainda é importante destacar o debate sobre o impacto do agronegócio brasileiro em sua economia e meio ambiente.

O que é um agronegócio?

Segundo especialistas, podemos definir um agronegócio como: “A soma das operações de produção e distribuição de materiais agrícolas, a soma das operações de produção em uma unidade de produção, do armazenamento, do processamento e da distribuição dos produtos agrícolas e dos itens produzidos por meio deles. ”

Ou seja, o agronegócio é uma gama de atividades produtivas que são essenciais na economia do país, em todos os setores dela, pois permite a produção e distribuição de infinitos produtos aos consumidores. Através de técnicas da agricultura ou agropecuária, os produtos ganham diversas formas – roupas, alimentos, móveis e muitos outros.

Existe uma tendência à utilização do sistema monoprodutor, onde área muito grandes serão extensas áreas de produção e cultivo, mas somente de um só produto – uma grande área apenas para soja, outra apenas para o milho e assim por diante. Isso porque os gestores do agronegócio negociam seus produtos, principalmente os de exportação, por commodities e são definidos como latifundiários.

Assim, juntando essas variantes, a necessidade de insumos e técnicas para suprir as demandas de produção se tornam mais intensas em decorrência das exportações. Dessa forma, requer-se o uso de alguns elementos no campo: objetos tecnológicos (como drones, tratores e etc.), o uso de agrotóxicos e até mesmo os processos de desmatamento dos ecossistemas nacionais em função da expansão de cultivo.

Qual a importância do agronegócio para o Brasil? 

Como já dissemos a atividade foi responsável por 27% do PIB brasileiro em 2020. No ano de 2019, seu porcentual foi de 20,5%; vale ressaltar, também, o seu valor nas exportações em 2021, que beirava a faixa dos 8 bilhões de dólares.

Apenas no ano de 2021, já foram realizadas parcerias entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) para aumentar o desenvolvimento tecnológico dentro do país.

O Agronegócio, ganha muito destaque nas conversa e negociações governamentais, devido ao grau de influência econômica que exerce. Por ser mais um dos maiores propulsores da economia brasileira, ainda há que se questionar seu impacto no campo das questões ambientalistas.

Encontrar formas de minimizar esses impactos ainda é tema de grande repercussão e desafiador.  

Mas afinal, é possível? Uma vez que atinge uma econômica e essencial para o desenvolvimento do país? Esse, de fato, é o grande desafio da atualidade, mas sim, é possível!

Requer planejamento governamental, controle dos órgãos competentes e o uso de tecnologias já disponíveis.

Atuar para que a atividade produtiva da agricultura não cause tanto dano ambiental é essencial para preservar os recursos naturais do planeta. Sem o devido controle sobre o desmatamento e a contaminação de água e solo, por exemplo, podemos ficar sem insumos essenciais a médio e longo prazo.

A tecnologia surge como uma alternativa viável para o Agronegócio e seu impacto no Meio Ambiente, ao mesmo tempo é eficaz para começar a agir de forma sustentável.

Tendo em vista a importância que essa atividade possui, realizar mudanças operacionais são medidas urgentes para, assim, minimizar os impactos ambientais na atividade toda.

Várias técnicas de mudança no manejo da produção já vêm sendo aplicadas e ganham força e adeptos no âmbito político e social. O tratamento ecologicamente correto é de extrema importância para o nosso futuro. Tanto é que os produtos orgânicos estão ganhando mais espaço nos supermercados.

O desenvolvimento científico e tecnológico igualmente pode gerar bons frutos. O aumento da conscientização ambiental toma novos rumos, e isso se mostra promissor.

Técnicas e práticas tanto na produção como na administração da terra ajudam a reduzir os impactos na agricultura, tais como:

– Descarte correto das embalagens

– Rotação de culturas

– Reflorestamento

– Plantio direto

– Manejo Integrado de Pragas (MIP)

Precisamos apenas ter a consciência de que apesar de parecer, os recursos naturais não são infinitos.

Leia também Agro Negócio