Pular para o conteúdo

Preço da soja fecha em subida, mas produtor é cordato na negociação

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

monte de soja com notas de real espalhadas ao redor

Preços da soja no Brasil. Foto: Daniel Popov/ Ducto Rústico

- - - - - PUBLICIDADE - - - - -

O mercado brasílio de soja registrou preços de estáveis a mais altos nesta terça-feira (25). Os negócios foram pontuais. Os produtores esperam o resultado das eleições e seguem focados nos trabalhos de plantio.

Cotações no mercado brasílio

  • Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos seguiu em R$ 185,00

  • Região das Missões: a cotação estabilizou em R$ 184,00

  • Porto de Rio Grande: o preço permaneceu em R$ 187,00 para R$ 190,00

  • Cascavel (PR): o preço subiu de R$ 179,00 para R$ 181,00

  • Porto de Paranaguá (PR): a saca valorizou de R$ 186,00 para R$ 188,00

  • Rondonópolis (MT): a saca subiu de R$ 168,00 para R$ 171,00

  • Dourados (MS): a cotação foi de R$ 177,00 para R$ 178,00

  • Rio Virente (GO): a saca teve elevação de R$ 171,00 para R$ 172,50

Soja em Chicago

dinheiro, safra, recurso, safra - financiamento agrícola

Foto: Ministério da Lavoura

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a terça-feira com preços mais altos. Sinais de demanda aquecida pela soja americana e a melhora no cenário financeiro global garantiram a subida.

Com menor aversão ao risco, as bolsas e petróleo subiram. Em contrapartida, o dólar recuou frente a outras moedas. Nascente quadro dá competitividade aos produtos agrícolas dos Estados Unidos e contribui para a transmigração de investimentos para opções uma vez que as commodities.

Os ganhos, no entanto, seguem limitados pelo cenário fundamental. A colheita tem avançado muito nos Estados Unidos e o plantio evoluído no Brasil, indicando aumento consistente da oferta no limitado e no longo prazos.

Contratos futuros

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com subida de 10,00 centavos ou 0,72% a US$ 13,82 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 13,92 1/4 por bushel, com lucro de 11,00 centavos de dólar ou 0,79%.

Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com subida de US$ 6,90 ou 1,68% a US$ 415,60 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 72,28 centavos de dólar, com lucro de 0,41 centavo ou 0,57%.

Câmbio

O dólar mercantil encerrou a sessão em subida de 0,41%, sendo negociado a R$ 5,3230 para venda e a R$ 5,3210 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,2770 e a máxima de R$ 5,3580.